O que fazer para melhorar a gestão de Infraestrutura de TI?
Home

O que fazer para melhorar a gestão de Infraestrutura de TI?

Implementar estratégias para melhorar a gestão de TI já é parte da rotina de quem é responsável por esse setor. A aplicação dos recursos, atualmente, representa muito mais do que a simples tarefa de resolver problemas: o funcionamento da TI influencia diretamente na valorização da empresa e de seus produtos.

Por isso, é fundamental adotar certas práticas para que esses recursos sejam bem utilizados. Mostraremos aqui tudo o que você precisa saber sobre a gestão de infraestrutura de TI e quais pontos merecem atenção para que ela seja otimizada em sua empresa. Confira!

Cloud gerenciado

A primeira coisa a ser considerada quando olhamos de forma panorâmica para os recursos de TI é de que forma eles podem ser mantidos sem que haja um custo muito elevado. As ferramentas utilizadas pela empresa, seja hardware ou software, precisam estar disponíveis de forma ininterrupta, assim como o investimento deve caber no bolso da administração.

Por isso, contar com tecnologias inovadoras é uma estratégia que vem sendo cada vez mais adotada. O cloud gerenciado oferece um alto custo benefício, já que suas características variam de acordo com as necessidades da empresa.

Com recursos de armazenamento e processamento disponibilizados na nuvem, a empresa ganha em produtividade sem a necessidade de um investimento altíssimo na compra e manutenção de equipamentos. Além disso, é possível alcançar uma interessante redução de custos com espaço para os servidores e a troca periódica dos hardwares.

Vale destacar que a escalabilidade do sistema se torna muito maior, já que não é necessário um enorme investimento para aumentar sua capacidade – basta solicitar um pacote maior ou negociar um plano de pay per use junto ao fornecedor.

Outsourcing gerenciado

A adoção de outsourcing está bastante consolidada no Brasil, graças à ampla variedade de fornecedores desse tipo de serviço. Assim como no caso da nuvem, contratar empresas para questões específicas é uma metodologia que traz diversos benefícios para o setor de TI.

O SaaS (Software como um Serviço), por exemplo, garante o desempenho que sua empresa precisa para suas ferramentas, enquanto a equipe de TI não precisa se preocupar com a manutenção e o gerenciamento desses recursos – eles são de responsabilidade do provedor do serviço.

Os profissionais de TI passam a focar em tarefas que exigem maior atenção dentro da sua empresa. Grosso modo, contar com um serviço de outsourcing é colocar especialistas para trabalhar em parceria com sua empresa. Eles não só mantém o sistema em funcionamento, como oferecem avaliações sobre o desempenho atual e podem sugerir formas mais interessantes de utilizar a infraestrutura de TI.

O resultado é a otimização dos processos e, consequentemente, melhoria constante.

Segurança gerenciada

Não dá para falar de gerenciamento inteligente da infraestrutura de TI sem considerar as questões ligadas à segurança da informação. Toda empresa é uma grande fonte de dados, muitos deles sigilosos e essenciais para o posicionamento da marca no mercado. Uma perda ou invasão pode significar um prejuízo incalculável.

Por isso, é crucial estabelecer uma política de segurança sólida, que considere desde questões físicas – como o controle de acesso aos servidores e a documentos sigilosos – até virtuais.

Nesse caso, é preciso que haja um rígido controle de acesso ao sistema com logins específicos para cada funcionário e registros (logs) de todas as atividades executadas na empresa e fora dela. Uma sólida barreira de proteção digital deve ser estruturada, com antivírus, firewalls e até mesmo softwares de criptografia.

Lembre-se de que deve haver uma rotina de atualização desses programas, pois novas ameaças surgem todos os dias. E não se esqueça do básico: mantenha um backup offline de todas as informações, para que uma eventual ameaça na rede possa ser tratada com tranquilidade, sem comprometer os dados.

Suporte

Uma equipe de TI eficiente é aquela que, por meio da infraestrutura, garante a disponibilidade dos recursos da empresa e, com sua mão de obra, dá suporte às demandas que surgem no dia a dia. Muitas vezes, esse pode ser um trabalho complexo para ser realizado internamente. Por isso, faça uma avaliação cuidadosa.

Se seus recursos constantemente exigem o apoio em questões muito amplas, que sua equipe sozinha não costuma dar conta, pode ser interessante contar com uma consultoria de TI. Profissionais especializados, com ampla experiência, são sempre uma boa opção.

Por outro lado, é comum que essas demandas se equilibrem com o tempo, tornando-se procedimentos de rotina. O papel da gestão está em manter os profissionais capacitados, oferecendo a eles treinamentos e palestras, para que eles possam implementar soluções eficazes e inovadoras.

Outro ponto importante a se destacar é a importância de registrar a atuação do suporte. Muitos dos problemas que surgem podem se repetir, tornando extremamente valiosa a elaboração de um manual de procedimentos para a equipe de TI.

Infraestrutura

Como dito anteriormente, a questão fundamental é manter a infraestrutura funcionando de forma estável, com alto desempenho e baixo custo. Ainda assim, sabemos que cada empresa possui a própria dinâmica de funcionamento interno, seus próprios recursos de TI e políticas para lidar com eles.

O crucial é que a gestão de TI faça uma avaliação dessas questões, identifique pontos que podem ser melhorados com base nas opções do mercado e desenvolva um plano de ações. A melhoria constante deve fazer parte da cultura de toda a equipe de TI.

Reduzir custos deve estar sempre em pauta. Muitas vezes, isso vem por meio da implementação de novas tecnologias (como o cloud computing, já citado aqui). Por mais que pareça complicado fazer uma migração total, é importante ter em mente que esse processo pode ser feito aos poucos.

Um sistema misto costuma ser o primeiro passo: transferir alguns recursos para a nuvem, liberando espaço na infraestrutura interna para realocar os dados e substituir parte do hardware por um novo. Em alguns casos, essa substituição se torna eliminação, pois a empresa percebe que tem muito mais a ganhar migrando de vez para o cloud computing.

Tenha em mente que a palavra-chave é planejamento. Toda mudança deve passar por uma avaliação e um plano de execução. Se for necessário, busque o suporte de uma empresa especializada, para que sua empresa implemente uma cultura de inovação tecnológica.

Lembre-se que, com o mercado cada vez mais competitivo, é fundamental contar com a tecnologia para manter a produtividade em alta e gerar valor para a empresa – e a gestão de infraestrutura de TI possui um grande papel nesse processo!

Gostou do post? Então inscreva-se em nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre o tema!

 

 

 

Você também pode gostar
Entenda como um plano de contingência de TI é relevante para o seu negócio
Saiba o que fazer para reduzir o turnover na sua empresa
conheca-os-beneficios-da-flexibilidade-de-recursos-da-ti
Conheça os benefícios da flexibilidade de recursos da TI

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This