Veja o que atende melhor o seu negócio: cloud híbrida, pública ou gerenciada
Home

Veja o que atende melhor o seu negócio: cloud híbrida, pública ou gerenciada

É muito comum que gestores de TI que estão planejando migrar para a nuvem fiquem em dúvida entre os diversos modelos disponíveis: hybrid cloud, public cloud, private cloud, cloud server gerenciado ou não gerenciado…

Até mesmo quem já fez a migração enfrenta desafios. Segundo um estudo realizado pela Cisco, no final de 2016, 69% das empresas que já estavam explorando a nuvem naquele momento ainda não tinham uma estratégia bem definida.

Ainda segundo a Cisco, até 2020 a cloud computing assumirá quase a totalidade das capacidades dos centros de dados globais. Portanto, estamos diante de um assunto de muito interesse dos líderes empresariais de tecnologia.

A descoberta de qual é o melhor modelo para atender aos anseios do negócio é, sem sombra de dúvidas, o primeiro passo para a obtenção de sucesso com táticas tecnológicas disruptivas. E é nesse ponto que as lideranças devem focar inicialmente.

É sobre isso que refletiremos ao longo deste artigo. Continue lendo para entender em detalhes as diferenças entre os estilos de cloud server e tipos de nuvem, identificando em qual modelo a estratégia do seu negócio mais se encaixa!

As diferenças entre cloud server e cloud server gerenciado

Para início de conversa, vejamos, a seguir, o que diferencia cloud server não gerenciado de cloud server gerenciado:

Cloud Server não gerenciado

Quando se contrata cloud server, a empresa está adquirindo uma estrutura na nuvem para comportar site, e-mail e demais aplicações necessárias para o dia a dia operacional. Trata-se de uma estrutura que garante estabilidade e flexibilidade, ou seja, é possível ser montada conforme a necessidade de desempenho e espaço.

O modelo não gerenciado entrega a total responsabilidade pelo servidor contratado para o time interno de TI da empresa. Hardware, software, banco de dados e outras aplicações devem ser mantidas pela empresa cliente, sendo que o provedor só se preocupa com a estabilidade (garantia de que estará sempre no ar).  

Por isso, naturalmente, um serviço de cloud server não gerenciado é mais barato para a aquisição.

Um ponto importante a se saber é que, apesar de o controle de gerência e da total liberdade de configuração, o cloud server não gerenciado vai exigir muito conhecimento técnico dos profissionais de TI da empresa. Eles precisarão saber como instalar aplicações, fazer atualizações, manter a segurança da informação, administrar etc.

O cloud server não gerenciado é indicado para organizações cujo acesso ao root/admin do servidor seja muito importante, por exemplo. Logicamente, é necessário que o time de TI tenha experiência na administração de servidores e disponibilidade de dedicação full time.

Cloud Server gerenciado

Já o cloud server gerenciado é mais indicado para empresas que precisam de mais conveniência. Neste modelo, é possível determinar previamente como será composto e configurado o servidor, qual o sistema operacional que será utilizado e quais serão as aplicações a serem instaladas.

O provedor se encarrega da infra. É ele quem a monitora e a gerencia, sendo que o time de TI da empresa contratante acompanha tudo por meio de um dashboard simplificado. Ou seja, não há necessidade de conhecimentos técnicos muito profundos.

Outra característica que pode ser vista como uma grande vantagem por muitas organizações é o suporte de profissionais altamente especializados. Dessa forma, não há, por parte da empresa cliente, preocupações relativas à segurança dos dados ou à estabilidade do servidor, pois o trabalho preventivo é realizado pelo provedor — tudo garantido em contrato e também em um acordo de nível de serviço (SLA).

As diferenças entre cloud híbrida, pública ou gerenciada

Agora que já conhecemos os dois tipos de cloud server, também é importante pensar sobre os diversos modelos de cloud existentes: híbrida, pública ou gerenciada.

Confira, a seguir, uma descrição detalhada de cada uma delas e veja qual é mais interessante para o seu negócio:

Cloud Pública

A cloud pública é uma forma multi-inquilino de computação em nuvem em que a infraestrutura é compartilhada por várias empresas (cada qual em sua instância bem definida). É considerado o “modelo padrão” da computação em nuvem.

Em termos ainda mais simples, a nuvem pública refere-se a serviços de computação virtualizados oferecidos pela internet ao público em geral. Ela é mais barata e mais flexível do que o modelo privado. Geralmente, é oferecida em uma base de pagamento por uso, o que facilita a escala de uso — para mais e para menos, conforme necessário.

Cloud Gerenciada

Também conhecida como cloud privada, a cloud gerenciada é, como o próprio termo sugere, uma arquitetura de data center de propriedade de uma única empresa. Ela oferece flexibilidade, escalabilidade, provisionamento, automação e monitoramento sem que a empresa precise abrir mão do controle.

Enquanto as empresas que executam nuvens privadas/gerenciadas geralmente precisam manter sua própria infraestrutura, esses custos são equilibrados por uma maior segurança e controle sobre dados e operações.

Nesse modelo, os recursos de computação podem ser configurados e gerenciados de uma maneira adaptada especificamente às necessidades do negócio.

Cloud Híbrida

Por fim, há também o modelo híbrido. Ele nada mais é do que a união do melhor da nuvem pública com a nuvem privada.

Ou seja, as empresas que optam pela cloud híbrida conseguem manter o controle de uma nuvem privada, gerenciada internamente, ao mesmo tempo em que também contam com a nuvem pública, conforme necessário.

Por exemplo, durante os períodos de pico, aplicações individuais ou partes de aplicações podem ser migradas para a nuvem pública. Isso também é aplicável em caso de interrupções que são previstas previamente (avisos de fenômenos naturais como enchentes e furacões, manutenções programadas etc.).

Normalmente, o modelo híbrido se encaixa melhor nas empresas que querem mesclar sua infra interna com os serviços de um provedor externo, seja qual for a razão. Dessa forma, conseguem manter total controle sobre seus dados sensíveis sem perder a possibilidade de adicionar recursos que podem permitir a inovação e a evolução tecnológica.

Que tal, qual dos modelos atendem melhor o seu negócio: cloud server gerenciado ou não gerenciado? Nuvem híbrida, pública ou gerenciada? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude a espalhar esta discusão.

Você também pode gostar
O que determina um profissional inovador de TI?
veja-por-que-voce-deve-automatizar-as-atividades-rotineiras-da-ti.jpeg
Veja por que você deve automatizar as atividades rotineiras da TI
sac-20-como-essa-ferramenta-afeta-a-ti-da-sua-empresa
SAC 2.0: como essa ferramenta afeta a TI da sua empresa?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This